Capa

Artigos

"Só resta a cadeia para eles", por Ennio Noronha Raffin

Gás metano explode lixão de Niterói no Rio de Janeiro e dezenas de pessoas morrem soterradas no lixo e chorume

09.04.2010  |  145 visualizações

Estamos no Brasil.Mais precisamente no município de Niterói, no Estado do Rio de Janeiro.

A cidade de Niterói possui uma população estimada de 479.384 habitantes (2009) e uma área de 129, 375 quilômetros quadrados localizada entre a Baía da Guanabara (oeste), o Oceano Atlântico (sul), Maricá (leste) e São Gonçalo (norte).

Lá tem lixo. Muito lixo. E um monumental passivo ambiental: O lixão do Bumba. O lixão funcionou entre 1970 e 86. Foi desativado. Esqueceram de monitorar o lixão.

Anos passaram e os governos municipais promoveram um programa de urbanização naquela área. Uma favela se instalou em cima do lixão do Bumba. As autoridades públicas municipais ergueram no local uma escola profissionalizante e uma creche.

O Instituto de Geo-Ciências da UFF condenou a área, em 2004, num trabalho entregue ao então prefeito petista Godofredo Pinto. Sucessivas administrações do município fizeram vistas grossas para o crescimento da favela. Em vez de reprimir a ocupação irregular do lixão do Bumba, o poder público acabou por incentivar a sua invasão. O resultado do descaso público não poderia ser outro.

No lixão há resíduos orgânicos que se decompõem e formam o gás metano (o metano é um gás incolor, de pouca solubilidade na água e, quando adicionado ao ar se transforma em mistura de alto teor inflamável). Na noite da última quarta-feira (07/04) o gás metano do lixão do Bumba acabou explodindo. Testemunhas no local falaram que ouviram a explosão antes do derrame de lixo e entulho. Uma faixa de 50 metros de extensão da encosta despencou. Lixo e muito entulho deslizaram por pelo menos seiscentos metros, provocando o pior soterramento no município de Niterói.

Perto de duzentas (200) pessoas estão desaparecidas. O total de dezessete (17) corpos já foi resgatado. Lá se pode ver hoje muito lixo na encosta. O chorume continua escorrendo pela encosta do morro do Bumba.

Uma catástrofe anunciada. Certamente o Bumba era palanque de campanhas eleitorais. Alguém tem dúvida? O secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Prefeitura de Niterói declarou que o lixo retirado do Morro do Bumba será encaminhado para o aterro sanitário de São Gonçalo (RJ).

Só resta a cadeia para os responsáveis da catástrofe. Ou estou enganado?

Artigo postado inicialmente em 09/04/2010 no site www.mafiadolixo.com.br

Ennio Noronha Raffin é administrador de empresas e editor do site www.mafiadolixo.com.br